Estresse nosso de cada dia

relaxar-vida-melhor-praia-descansar-homem-emprego-1339185230049_956x500

 

O estresse é uma resposta normal do corpo aos estímulos interpretados e/ou sentidos pelo indivíduo como ameaça que, por sua vez, aciona o mecanismo primitivo de lutar ou fugir. Sendo assim, trata-se de uma resposta aprendida ao longo de milhões de anos, o que torna praticamente “impossível” eliminá-la, sobretudo se você vive em grandes centros urbanos cercado por atividades e cobranças diárias.

A boa notícia é que está ao nosso alcance desenvolver respostas mais adaptativas, minimizando os efeitos negativos do estresse. O primeiro passo é sempre reconhecer. Não podemos mudar aquilo que não identificamos como algo que precisa de cuidado. Sinais como taquicardia, boca seca, mãos frias, dentre outros sinais que o corpo está identificando como alerta.

Comece devagar a desacelerar. Vale mais a pena investir em mudanças duradouras a investir em “atitudes” drásticas que ainda não conseguimos sustentar. Lembre-se de que você levou algum tempo para desenvolver um estilo de vida “estressado”, então considere justo o tempo para fazer o caminho de volta. Se você parou alguns instantes para ler este artigo, você já está na direção certa.

Então, busque fazer o que tem que feito de maneira mais devagar, observando a si mesmo.
Agora que você já consegue se observar mais, esteja mais atento à sua respiração. O controle do estresse está intimamente relacionado ao controle da respiração. Você conhece alguém calmo que tenha uma respiração ofegante constante?

Por último, aprenda a reservar um tempo para você. Da mesma maneira que os atletas sabem que precisam de momentos de relaxamento após alta performance, você também pode, após uma reunião estressante ou má notícia, encontrar o seu jeito de esvaziar a mente. Pode ser dançando ou meditando, por exemplo.

Saber que há momentos que vão exigir praticamente toda sua energia e entrega é tão importante como saber que é hora de desacelerar e esvaziar a mente. No post seguinte aprenda o que você pode fazer para isso aconteça!

 

Adna Rabelo – Psicóloga

CRP: 05/48233

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *